sábado, 15 de janeiro de 2011

O caminho na pedra

No meio da pedra
havia um caminho

brotava um rio
de dentro da pedra

por fora da pedra
havia um risco
quase um desenho

e traços
feitos pela água
nas costas da pedra

figuras trabalhadas
em milhões de anos
pela paciência da água

a pedra
era a mãe do rio
e tinha uma beleza
filha do esmero
do fio d'água

no peito da pedra
havia um corte,
ferimento feito por um raio
disparado à queima-roupa

um dia
o poeta achou
a pedra
no meio do caminho

a pedra
o rio
o caminho
o raio
o traço
o corte
o desenho
a poesia

tudo
é risco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Na rádio, sou o narrador de futebol, Carlos Augusto. Na TV, sou o repórter e apresentador Carlos Albuquerque. Aqui, neste blog, pretendo resolver essa "crise de identidade" e juntar os dois "Carlos"! Mas, no fundo, sou aprendiz, eternamente aprendiz! Sou filho da terra, de todas as terras que formam o planeta, de todas as substâncias que formam o universo. Sou irmão de todos os seres. Sou o pai da Luíza.