terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Versos ao vento

A ideia veio em disparada
e levantou poema da estrada.
Versos, de carona com a brisa,
entraram pela janela,
caíram no caderno.

Mas o vento não coube na página
e beijou cada canto da casa,
deixou meu pensamento imóvel
e do tapete aos móveis,
tudo empoemado.

Pensou analítico
mas escreveu sintético
fez haikai típico

Quem sou eu

Minha foto
Na rádio, sou o narrador de futebol, Carlos Augusto. Na TV, sou o repórter e apresentador Carlos Albuquerque. Aqui, neste blog, pretendo resolver essa "crise de identidade" e juntar os dois "Carlos"! Mas, no fundo, sou aprendiz, eternamente aprendiz! Sou filho da terra, de todas as terras que formam o planeta, de todas as substâncias que formam o universo. Sou irmão de todos os seres. Sou o pai da Luíza.